Quarta-feira, 17 de Setembro de 2008

O tempo... ou a falta dele!

Por muito que aparente estar distante deste meu espaço, que tanto adoro, a realidade é que apesar de longe, ás vezes estamos perto e quando pensamos estar pertinho, eis que algo teima em nos afastar...

Refiro-me ao tempo, ou neste caso, à falta dele.

Pois bem, foram-se as férias, claro está. Mais uma vez leva uma pessoa a sonhar com "elas" cada dia dos mais de 300 que o ano tem, para depois... eclipsarem-se quase sem darmos por isso! Não que eu não tenha aproveitado as minhas, o que modéstia à parte, posso dizer que correram o melhor possivel (também as programo ao milímetro, essa é a verdade! he he he), mas são rápidas demais a passar, isso são!

Mas pronto, agora espera-se pelo Natal, depois será a Páscoa (sim, porque isto de ter filhotes na escola, só dá para ter férias conciliando com as deles, nestas alturas!) e o que interessa é irmos vivendo a vida.

Setembro voltou então no seu esplendor, com tudo o que a ele é inerente: o trabalho, os colegas. os patrões, a escola, os amigos, os professores, a nossa selecção (que no seu começo à séria até mostrou que temos equipa! O que eu nunca duvidei, diga-se), os politicos, a CRISE!... (sim, porque durante as férias não houve crise não é mesmo?)

Enfim, tudo!

Mas ainda antes de aqui começar a comentar algo de mais sério do nosso panorama nacional, não posso deixar de sublinhar o impacto que está a ter a chamada "reentré" televisiva na vida do nosso povo. É que já não via tal, desde o "nosso" grande irmão "Big Brother". Confesso que já tinha saudades disto!!

Falo claro está de um tal de "Momento da Verdade", conduzido pela querida Teresa Guilherme (ora aqui está uma escolha feita por quem sabe), que começou a ser transmitido ás terças à noite na SIC.

Eis que bastou um programa, servido à hora certa, com o corrente certo e os convidados ideais (que até já são chamados pelo nome!), para que no dia seguinte fosse tema de conversa desde o pequeno-almoço (à mesa de uma qualquer casa ou de um qualquer café), ao almoço e ao jantar, de novos, velhos e assim assim...

"Viste?" "Como é que ele teve coragem de dizer aquilo?" "E ela perdoou?" "Porque não o deixou responder àquela das 15 mulheres?"

E ainda a procissão vai no adro... deixem o amigo "polígrafo" passar a directo, que conhecermos o dia seguinte de todos os que ousarem desafiá-lo será ainda mais emocionante...

É o voltar à normalidade de um país, à beira mar plantado.
publicado por planetamercuryii às 19:19
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. O «LiBlog» tem nova casa!...

. Cinco coisas que o Presid...

. Fez-se justiça!

. Os dados estão lançados.....

. Para sempre...

. Eu não tenho dúvidas!

. 8 anos...

. Eis a reentré!

. Obrigado Raul Solnado!

. 1958 - 2009

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds