Quinta-feira, 17 de Junho de 2004

Luz da esperança portuguesa!!!

7.jpg
Turma das quinas vence Rússia por 2-0 e sonha com a passagem aos quartos-de-final!
A turma das quinas somou um importante triunfo e continua a sonhar a continuidade na prova. Maniche e Rui Costa apontaram os golos de Portugal que, na segunda parte, teve alguns problemas para tirar partido da superioridade numérica (Ovchinnikov foi expulso à beira do intervalo). Rui Costa, a passe de Cristiano Ronaldo, dissipou todas as dúvidas ao cair do pano.
Portugal encontrou uma luz ao fundo do túnel e pode ter iluminado o caminho para os quartos-de-final. A vitória frente a Rússia por 2-0, na segunda ronda do grupo A, do Euro 2004, devolveu a esperança aos jogadores portugueses que agora vão ter de enfrentar uma selecção vizinha, nada fácil de bater.
Todos estarão recordados do último embate diante da selecção espanhola, em Guimarães, que terminou com a derrota lusa por números expressivos (0-3).
Os tempos são outros e agora não há margem para errar. O triunfo ontem alcançado irá seguramente elevar os índices de confiança que tinham sido severamente abalados pela tragédia grega no arranque do Campeonato da Europa.
Luiz Felipe Scolari operou uma mini-revolução no "onze" da turma das quinas. Miguel, Ricardo Carvalho, Nuno Valente e Deco alinharam de início e a verdade é que a selecção portuguesa entrou determinada em chegar rapidamente ao golo.
Houve uma maior interligação entre os sectores, comparativamente ao encontro com os gregos, com destaque para o entendimento entre Maniche e Deco no meio-campo, para além da mobilidade de Figo e de Simão, nas alas, algo que também baralhou os russos na primeira parte.
O jogo não podia ter começado melhor para as cores lusas, já que aos sete minutos, Maniche abriu o activo após um centro-remate de Deco.
O conjunto de Yartsev cometeu o erro de deixar Kerzhakov entregue à sua sorte, pois Izmailov e Karyaka nunca conseguiram dar o apoio conveniente ao elemento mais avançado da equipa.
Portugal efectuou um "pressing" constante sobre o portador da bola e obrigou o adversário a cometer erros em zonas perigosas. Numa dessas falhas, Pauleta ficou isolado, com o árbitro Terje Hauge a entender que Ovchinnikov jogou a bola com a mão, fora da área, dando-lhe ordem de expulsão: na realidade, o guardião tocou a bola com o peito e o juiz acabou por ser iludido com o movimento do braço de Ovchinnikov.

Substiuições
Luiz Felipe Scolari não arriscou numa fase em que a selecção evidenciou alguma ansiedade com medo de um eventual golo dos russos.
A partir dos 70 minutos, Portugal esteve mais dinâmico com Deco a criar os seus habituais desequilíbrios. Depois de uma combinação entre o médio do FC Porto e Nuno Gomes, os adeptos chegaram a gritar golo só que o remate de Figo levou a bola a embater caprichosamente no poste.
A entrada de Cristiano Ronaldo deu novo fôlego à selecção portuguesa e o extremo do Manchester United acabou por oferecer o golo a Rui Costa, aos 88 minutos (2-0).
Com este desfecho, os russos ficaram fora de combate, enquanto que Portugal terá agora de derrotar a Espanha para continuar no Europeu.

Estádio da Luz
Árbitro: Terje Hauge (Noruega).
Jogo do grupo A: Rússia-0 Portugal-2
Rússia: Ovchinnikov, Evseev, Smertin, Bugaev, Sennikov, Aldonin (Malafeev 45`), Izmailov (Bystrov 71`), Alenitchev, Karyaka (Bulykin 78`), Loskov, Kerzhakov. Seleccionador: Georgi Yartsev
Portugal: Ricardo, Miguel, Ricardo Carvalho, Jorge Andrade, Nuno Valente, Costinha, Maniche, Deco, Figo (Cristiano Ronaldo 77`), Simão (Rui Costa 61`), Pauleta (Nuno Gomes 57`).
Seleccionador: Luiz Felipe Scolari
Marcadores: Maniche (7`), Rui Costa (88`).

Expulso: Ovchinnikov (44`).
Noticia do Site SicOnLine
publicado por planetamercuryii às 09:54
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. O «LiBlog» tem nova casa!...

. Cinco coisas que o Presid...

. Fez-se justiça!

. Os dados estão lançados.....

. Para sempre...

. Eu não tenho dúvidas!

. 8 anos...

. Eis a reentré!

. Obrigado Raul Solnado!

. 1958 - 2009

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds