Quarta-feira, 14 de Fevereiro de 2007

Não resisto...

Caro Pedro Rolo Duarte (jornalista do DN), não resisto a transcrever, na íntegra, o seu artigo de opinião publicado na edição de hoje do DN...

«O dever do voto» Os portugueses adoram dar palpites. Os portugueses têm opinião sobre tudo, mesmo sobre o que não conhecem. Os portugueses falam pelos cotovelos - e quando falam não se importam nada de revelar a sua ignorância. Os portugueses até têm uma frase que previamente os desculpa pelo que não se inibem de dizer a seguir: "Eu disso não sei nada, mas acho que...."Ouvi muitos portugueses, em Lisboa, dizer que não percebiam porque se fazia um referendo se já tinha sido feito um outro referendo - mas ainda assim tinham opinião e iam votar. Também ouvi dizer que os homens não de-viam votar porque o tema não era com eles. Os portugueses são solícitos e participativos, costumam dizer os políticos. Se um português perdesse uma ou duas horas, na semana passada, a navegar pela blogosfera, encontrava um universo empenhado a debater forte e feio sobre o referendo e o que estava em causa. A RTP organizou dois debates que ocuparam mais de cinco horas de emissão. Há milhares de páginas de jornal ocupadas com o assunto. Em rigor, ninguém pode dizer que lhe faltava elementos para formar uma opinião.Na verdade, no entanto, mais de metade dos portugueses eleitores preferiu não se dar ao trabalho de votar. Os políticos profissionais desvalorizaram o dado - pudera... -, mas não é possível ignorar cinco milhões de inscritos que passaram ao lado do referendo. Cinco milhões... Entre eles estão muitos dos que adoram dar palpites e têm opinião sobre tudo, muitos dos que gritam nas ruas que "os políticos são todos iguais", muitos dos que protestam, elogiam, opinam e acham que têm direitos. Até mesmo o direito a contestar a democracia. Perante esta grosseira forma de cidadania, apetece defender a dúbia ideia de "democracia musculada" e legislar o "voto obrigatório". Ou a penalização de quem não vota. Confesso que começa a incomodar-me esta nossa pose liberal muito simpática e "querida" do voto como "dever cívico". A realização de eleições e referendos custa dinheiro e esforço ao país e responde a uma ideia de regime que presume a participação dos cidadãos. Se insistimos no "porreirismo" do voto livre, sujeitamo-nos ao pior do regime: ninguém cumpre os seus deveres de cidadania, mas todos têm exigências a fazer. Parece-me que está na altura de abrir este outro debate: não deveremos instituir aqui, como em países civilizados (a Bélgica), ou que sofrem do mesmo défice de cidadania (o Brasil), o voto obrigatório?Eu não diria melhor!p.s. Congratulo-me, inclusive, por nunca ter feito parte dessa (vergonhosa!) "percentagem" dos que "passam ao lado"....

publicado por planetamercuryii às 11:15
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De A Dmásio a 16 de Fevereiro de 2007 às 15:42
Acho graça aos Srs. comentadores politicos que fazem análises ao comportamento dos portugueses só quando lhe convém, pelo que apetece-me perguntar-lhes porque não criticam a ausencia de referendos sobre Constituição Europeia que os "Politicos " nos querem impingir ou sobre os tratados que assinam e dos quais não sabemos nada. Quanto areferendo sobre o aborto, pergunto para que existem as maiorias na AR.


De phonix!!! a 16 de Fevereiro de 2007 às 04:11
Voltei porque o URL do comentário anterior saiu com erro.


De phonix!!! a 16 de Fevereiro de 2007 às 04:08
Eu até sou de opinião que quem não vota deve ser preso, prenho e entregue ao estado. Já dizia Raul Solnado: Meu filho! Quer queiras quer não, tens de ser bombeiro "VOLUNTÁRIO". São tão democratas estas teses que o voto deveria ser obrigatório... principalmente depois de sabermos que cada partido recebe uma quantia do estado, mediante o número de votos que tem.
Era engraçado vermos, em dia de votação, "ramonas" comandadas por uma nova polícia política, carregadas de antidemocratas levados à força até à assembleia de voto. Já nada me espanta neste circo!!!
Phonix!!!


De «Liblog» a 14 de Fevereiro de 2007 às 16:59
Caro JS, algo que a "liberdade" nos deu, foi a possibilidade de fazermos comentários como o seu, apesar de, na minha opinião, totalmente "equívocados" (não encontro sequer expressão melhor)... Respeito, é só o que posso dizer. Sugeria, no entanto, que se informasse melhor sobre os "vários" pontos que foca no seu comentário... (a liberdade de que fala, deu-nos sim a possibilidade de escolher, votando!; não votar = voto nulo???, caro amigo, quantos não conhecerá que não votaram, mas sabiam muito bem qual seria a sua posição se o fizessem? Votar nulo, é votar, sem opinião!; a que direitos das minorias se refere??? Mulheres férteis e que fazem sexo... bom, aqui então, prefiro nem tecer qualquer comentário...) quem sabe não se surpreende?? Até á próxima.


De js a 14 de Fevereiro de 2007 às 11:43
..uma coisa qque a liberdade nos deu foi a possibilidade de escolher ... e é aí que cabe a cada um escolher votar ou não votar ... não votar deve ser considerado como voto nulo... apesar de ter ido votar assim como já tinha ido no referndo anterior ..diss-eo e volto a dizer pare-se de fazer referendos em que está em causa os direitos de minorias ... e este referendo só era util para mulheres ferteis e que façam sexo ...os homens e as outras mulheres estavam-se a marimbar para o assunto ...
FORÇ'AÍ!
js de http://politicatsf.blogs.sapo.pt


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. O «LiBlog» tem nova casa!...

. Cinco coisas que o Presid...

. Fez-se justiça!

. Os dados estão lançados.....

. Para sempre...

. Eu não tenho dúvidas!

. 8 anos...

. Eis a reentré!

. Obrigado Raul Solnado!

. 1958 - 2009

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds