Terça-feira, 27 de Fevereiro de 2007

«Salário milionário do director-geral dos Impostos em contradição com nova lei»

Pelo que há que dar o exemplo:"Director-geral dos Impostos desde 2005, Paulo Macedo tem sido alvo de controvérsia devido ao seu salário, de mais de 23 mil euros brutos. Contudo, a nova lei dos vencimentos impede ordenados superiores ao do primeiro-ministro (cerca de 5.300 euros) em qualquer cargo na Administração Pública. O ministro das Finanças tentou encontrar outras formas de remuneração, adianta o Expresso Online, mas Paulo Macedo não aceitou e vai regressar agora aos quadros do Millennium BCP." (avança a Edição do «Expresso» de hoje)Portanto, reconheçamos-lhe mérito ("Paulo Macedo foi uma peça-chave para o reequilíbrio das finanças públicas. Desde que foi contratado, a máquina fiscal tornou-se eficiente. e os cofres do Estado recuperaram mais impostos do que se previa"), mas há que dar o exemplo...Ponto para o Governo!
publicado por planetamercuryii às 14:16
link do post | comentar | favorito
|

Foram "grandes" rapazes!

ns.jpg

publicado por planetamercuryii às 10:02
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 23 de Fevereiro de 2007

Noite «vermelha» a de ontem...

164172967151747_250x130.jpg 178.gif
publicado por planetamercuryii às 18:31
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 21 de Fevereiro de 2007

2 anos...

... no caminho certo!
publicado por planetamercuryii às 11:15
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 16 de Fevereiro de 2007

De bestial a besta! Não há como o povo português para fazer tais juízos de valor...

bola.jpg«Pode andar um pouco desencontrado dos golos, mas procura-os como ninguém!...»

publicado por planetamercuryii às 15:03
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 15 de Fevereiro de 2007

GRANDE Miccoli!!!

b.jpg

publicado por planetamercuryii às 09:42
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 14 de Fevereiro de 2007

Não resisto...

Caro Pedro Rolo Duarte (jornalista do DN), não resisto a transcrever, na íntegra, o seu artigo de opinião publicado na edição de hoje do DN...

«O dever do voto» Os portugueses adoram dar palpites. Os portugueses têm opinião sobre tudo, mesmo sobre o que não conhecem. Os portugueses falam pelos cotovelos - e quando falam não se importam nada de revelar a sua ignorância. Os portugueses até têm uma frase que previamente os desculpa pelo que não se inibem de dizer a seguir: "Eu disso não sei nada, mas acho que...."Ouvi muitos portugueses, em Lisboa, dizer que não percebiam porque se fazia um referendo se já tinha sido feito um outro referendo - mas ainda assim tinham opinião e iam votar. Também ouvi dizer que os homens não de-viam votar porque o tema não era com eles. Os portugueses são solícitos e participativos, costumam dizer os políticos. Se um português perdesse uma ou duas horas, na semana passada, a navegar pela blogosfera, encontrava um universo empenhado a debater forte e feio sobre o referendo e o que estava em causa. A RTP organizou dois debates que ocuparam mais de cinco horas de emissão. Há milhares de páginas de jornal ocupadas com o assunto. Em rigor, ninguém pode dizer que lhe faltava elementos para formar uma opinião.Na verdade, no entanto, mais de metade dos portugueses eleitores preferiu não se dar ao trabalho de votar. Os políticos profissionais desvalorizaram o dado - pudera... -, mas não é possível ignorar cinco milhões de inscritos que passaram ao lado do referendo. Cinco milhões... Entre eles estão muitos dos que adoram dar palpites e têm opinião sobre tudo, muitos dos que gritam nas ruas que "os políticos são todos iguais", muitos dos que protestam, elogiam, opinam e acham que têm direitos. Até mesmo o direito a contestar a democracia. Perante esta grosseira forma de cidadania, apetece defender a dúbia ideia de "democracia musculada" e legislar o "voto obrigatório". Ou a penalização de quem não vota. Confesso que começa a incomodar-me esta nossa pose liberal muito simpática e "querida" do voto como "dever cívico". A realização de eleições e referendos custa dinheiro e esforço ao país e responde a uma ideia de regime que presume a participação dos cidadãos. Se insistimos no "porreirismo" do voto livre, sujeitamo-nos ao pior do regime: ninguém cumpre os seus deveres de cidadania, mas todos têm exigências a fazer. Parece-me que está na altura de abrir este outro debate: não deveremos instituir aqui, como em países civilizados (a Bélgica), ou que sofrem do mesmo défice de cidadania (o Brasil), o voto obrigatório?Eu não diria melhor!p.s. Congratulo-me, inclusive, por nunca ter feito parte dessa (vergonhosa!) "percentagem" dos que "passam ao lado"....

publicado por planetamercuryii às 11:15
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Segunda-feira, 12 de Fevereiro de 2007

...

sim.jpg
publicado por planetamercuryii às 14:52
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 9 de Fevereiro de 2007

E eis que o referendo vai a referendo...

Se, na noite de domingo se concluir que a maioria dos portugueses, repetindo 1998, decidiu alhear-se do referendo sobre o aborto, há uma consequência evidente: ganhe o "sim" ou ganhe o "não", os referendos deverão acabar em Portugal.

A regionalização, assim como o Tratado Constitucional europeu serão decididos sem mais nem porquês (aliás, na minha modesta opinião, já o deveriam ter sido).

É portanto o referendo que vai a referendo.

O que está verdadeiramente em causa é o direito à decisão popular fora das eleições.

Agora, se o povo não quer decidir, então ninguém mais se vai ter de lembrar de lhe perguntar nada nos próximos anos!...

Não será???
publicado por planetamercuryii às 10:29
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 7 de Fevereiro de 2007

Perderam o "pio" os nossos amigos canarinhos...

pb.jpgsimaos.jpg Portugal.golo.jpgMais uma vez mostrámos que somos MELHORES que os MAIORES!

publicado por planetamercuryii às 09:35
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. O «LiBlog» tem nova casa!...

. Cinco coisas que o Presid...

. Fez-se justiça!

. Os dados estão lançados.....

. Para sempre...

. Eu não tenho dúvidas!

. 8 anos...

. Eis a reentré!

. Obrigado Raul Solnado!

. 1958 - 2009

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds