Sexta-feira, 29 de Abril de 2005

Tal como todas as celebrações, o Dia da Mãe tem história. Vejam aqui como tudo começou, na Antiga Grécia...

44796.gifAs mais antigas celebrações do Dia da Mãe remontam às comemorações primaveris da Grécia Antiga, em honra de Rhea, mulher de Cronos e Mãe dos Deuses. Em Roma, as festas comemorativas do Dia da Mãe eram dedicadas a Cybele, a Mãe dos Deuses romanos, e as cerimónias em sua homenagem começaram por volta de 250 anos antes do nascimento de Cristo.Durante o século XVII, a Inglaterra celebrava no 4º Domingo de Quaresma (40 dias antes da Páscoa) um dia chamado “Domingo da Mãe”, que pretendia homenagear todas as mães inglesas. Neste período, a maior parte da classe baixa inglesa trabalhava longe de casa e vivia com os patrões. No Domingo da Mãe, os servos tinham um dia de folga e eram encorajados a regressar a casa e passar esse dia com a sua mãe.À medida que o Cristianismo se espalhou pela Europa passou a homenagear-se a “Igreja Mãe” – a força espiritual que lhes dava vida e os protegia do mal. Ao longo dos tempos a festa da Igreja foi-se confundindo com a celebração do Domingo da Mãe. As pessoas começaram a homenagear tanto as suas mães como a Igreja.Nos Estados Unidos, a comemoração de um dia dedicado às mães foi sugerida pela primeira vez em 1872 por Julia Ward Howe e algumas apoiantes, que se uniram contra a crueldade da guerra e lutavam, principalmente, por um dia dedicado à paz.A maioria das fontes é unânime acerca da ideia da criação de um Dia da Mãe. A ideia partiu de Anna Jarvis, que em 1904, quando a sua mãe morreu, chamou a atenção na igreja de Grafton para um dia especialmente dedicado a todas as mães. Três anos depois, a 10 de Maio de 1907, foi celebrado o primeiro Dia da Mãe, na igreja de Grafton, reunindo praticamente família e amigos. Nessa ocasião, a sra. Jarvis enviou para a igreja 500 cravos brancos, que deviam ser usados por todos, e que simbolizavam as virtudes da maternidade. Ao longo dos anos enviou mais de 10.000 cravos para a igreja de Grafton – encarnados para as mães ainda vivas e brancos para as já desaparecidas – e que são hoje considerados mundialmente com símbolos de pureza, força e resistência das mães.Segundo Anna Jarvis seria objectivo deste dia tomarmos novas medidas para um pensamento mais activo sobre as nossas mães. Através de palavras, presentes, actos de afecto e de todas as maneiras possíveis deveríamos proporcionar-lhe prazer e trazer felicidade ao seu coração todos os dias, mantendo sempre na lembrança o Dia da Mãe.Face à aceitação geral, a sra. Jarvis e os seus apoiantes começaram a escrever a pessoas influentes, como ministros, homens de negócios e políticos com o intuito de estabelecer um Dia da Mãe a nível nacional, o que daria às mães o justo estatuto de suporte da família e da nação.A campanha foi de tal forma bem sucedida que em 1911 era celebrado em praticamente todos os estados. Em 1914, o Presidente Woodrow Wilson declarou oficialmente e a nível nacional o 2º Domingo de Maio como o Dia da Mãe.Hoje em dia, muitos de nós celebram o Dia da Mãe com pouco conhecimento de como tudo começou. No entanto, podemos identificar-nos com o respeito, o amor e a honra demonstrados por Anna Jarvis há 98 anos atrás.Apesar de ter passado quase um século, o amor que foi oficialmente reconhecido em 1907 é o mesmo amor que é celebrado hoje e, à nossa maneira, podemos fazer deste um dia muito especial.E é o que fazem praticamente todos os países, apesar de cada um escolher diferentes datas ao longo do ano para homenagear aquela que nos põe no mundo.Em Portugal, até há alguns anos atrás, o dia da mãe era comemorado a 8 de Dezembro, mas actualmente o Dia da Mãe é no 1º Domingo de Maio, em homenagem a Maria, Mãe de CristoEste ano as mães portuguesas vão celebrar o seu dia a 1 de Maio.Quanto a mim, que, felizmente, poderei abraçar e beijar a minha mãe no próximo domingo, apenas posso acrescentar que, são para ela, e para todas as mães do mundo (onde me incluo! eheheh) que hoje dedico estas minhas palavras...Adoro-te mãe!
publicado por planetamercuryii às 15:01
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 27 de Abril de 2005

Muito pouco, meus senhores! Muito pouco!

fa.jpgEsta será, com toda a certeza, uma das noticias do dia:«14 anos de prisão - Principal arguido do processo de pedofilia dos Açores condenado por 13 crimes» Abrem-se os telejornais das nossas televisões, com a noticia de que o principal arguido do processo de pedofilia dos Açores foi condenado a 14 anos de prisão. A leitura de sentença ocorreu ainda há pouco, ao fim da manhã, no Tribunal de Ponta Delgada. "Farfalha" (o tal), como é conhecido, foi condenado por 13 crimes de abusos continuados, violação, exibicionismo e atos sexuais com adolescentes. Outro dos arguidos, este então era médico, foi condenado a três anos de prisão por um crime de abuso sexual de menor. Outra das penas mais pesada foi para um funcionário da Caixa Geral de Depósitos: foi condenado a quatro anos e meio de prisão por um crime de abuso sexual continuado. Ora bem, tudo somado, os arguidos (18, para quem não sabe) responderam em julgamento por crimes de abuso sexual de crianças, actos sexuais e homossexuais com adolescentes, exibicionismo e violação, sendo que nas alegações finais, o Ministério Público pediu 15 anos de prisão para o principal suspeito e condenações de três anos a sete anos de prisão para os outros arguidos. Pelo que, não será dificil (para qualquer um de nós) chegar à conclusão que o resultado de tudo isto terá ficado muito àquem das expectativas, não acham?!Mas voltando um pouco atrás, o caso de pedofilia nos Açores foi revelado por uma investigação da SIC/Expresso, em Dezembro de 2003. Só então o caso chegou à luz do dia, mas os actos de abuso sexual de menores já seriam conhecidos há muito tempo. (Claro que o escândalo no continente com o processo Casa Pia terá provocado o despertar desta situação nas ilhas.) Mas, vamos ao resumo deste "caso":- Este processo envolve 20 vítimas, crianças e adolescentes filhos da pobreza açoriana. Em Novembro de 2003, a Polícia Judiciária deteve um pintor da construção civil conhecido por "Farfalha" que terá utilizado uma garagem no concelho de Lagoa para alegadas práticas sexuais com menores. - As investigações da PJ conduziram à detenção de mais 17 homens da ilha de S. Miguel, entre os quais um médico, um empreiteiro da construção civil e um empresário (que a final, foram os únicos a receber algum tipo de condenação pelos crimes praticados). - No decorrer do processo houve oferta de dinheiro para calar as vítimas e algumas quiseram retirar a queixa. O Tribunal da Relação não deixou por se tratarem de crimes públicos. - O julgamento decorreu num tempo recorde para um processo que envolve 18 arguidos. - Em pouco mais de seis meses fez-se o inquérito, ouviram-se as testemunhas para memória futura, foi formulada a acusação, realizado o debate instrutório e o despacho de pronúncia. - O julgamento começou a 14 de Março. Um mês depois chega ao fim. Agora pergunto: 14 anos... não foi pouco??? Fica a questão...Ora vejamos, reportando-nos agora a outro caso idêntico, mas por sua vez a correr termos aqui no continente, em que múltiplos arguidos (menos, por sinal) estão a ser acusados de terem praticado múltiplos crimes, com múltiplas vítimas (umas mais "vítimas" que outras, é certo), mas com a particularidade de contar, entre esses mesmos arguidos, com alguns nomes bem conhecidos de todos nós... fácil será reconhecer que muito já foi dito, escrito, debatido, discutido, e... a que conclusão chegamos?Quanto tempo já passou? Quanto mais tempo será necessário para se chegar ao fim deste processo?Condene-se quem realmente houver para condenar! Puna-se quem for de punir!Mas conscientemente, sem ficção, sem autênticas "novelas" da vida real trazidas para a praça pública...E, principalmente, sem penas mascaradas, sem falsas moralidades...Não é cega a justiça de que tanto se fala? Então como saberá ela tratar-se este ou aquele arguido de figura mais ou menos conhecida... mais ou menos popular...Sejamos imparciais...E reconheçamos... a popularidade, essa, nem sempre é uma mais valia para quem a possui...
publicado por planetamercuryii às 14:58
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 26 de Abril de 2005

Como mãe, não pude deixar de reparar nisto...

219119_261708.jpg«Uma história por um sorriso», assim se intitulava a reportagem que li num site dito "generalista", a qual pretendia divulgar algo que, eu, pessoalmente, considero verdadeiramente original e, acima de tudo, necessário: um site que incentiva crianças à leitura! Pois bem, de certo que concordarão comigo que, gostar de ler é algo raro em adultos e em crianças nos tempos que correm. Se os primeiros levam uma vida tão atarefada que virar uma página pode levar ao bocejo, os miúdos do século XXI têm tantas distracções para o seu lazer que ler é a última das prioridades. No entanto, a leitura deve ser uma preocupação de todos, porque nos enriquece social e culturalmente, e o facto de existir uma página na Internet que aposta numa forma diferente de ler, a fim de incentivar aqueles que são o futuro do país, é um verdadeiro achado. É então sobre esse site que a tal reportagem falava. «História do dia.» (assim se chama o site)O nome diz tudo: uma história em cada dia. Para lá chegar, basta ter Internet. (o que, cada vez mais, se está a tornar um acessório "indispensável" em nossas casas) O projecto deste site é simples: incentivar as crianças à leituras, mostrando-lhes as histórias de forma diferente da que nós, adultos, estamos a habituados a ler. Agora, o mais incrivel, é que esta página está on-line desde o dia 1 de Outubro de 2003 e eu (assim como de certo muitas outras mães, pais e encarregados de educação) não tinha sequer conhecimento da sua existência. O que me levou a querer, desta forma simples e simbólica, ajudar na sua divulgação.Além das histórias, sempre com ilustrações e linguagem acessível, a página tem outro tipo de entretenimento, como um chat de visitantes e um puzzle construído através de uma ilustração de Cristina Malaquias. Os pequenos leitores podem ainda tentar comunicar com o autor da história, se assim o entenderem, algo que não lhe está acessível com um livro de papel, por exemplo. Por isso, se acha que o seu filho não gosta de ler, navegue com ele até www.historiadodia.pt. E se ele já gosta, então acredite que vai passar a gostar ainda mais.
publicado por planetamercuryii às 15:17
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 21 de Abril de 2005

Diga 33... em encarnado!!!

pag03.jpgDepois do Vitória de Setúbal, o Benfica é o outro finalista da Taça de Portugal, como se esperava, sem qualquer menosprezo para o empertigado Estrela da Amadora, que fez o que podia, mas mostrou-se incapaz para travar a dupla goleadora de Nunos. O Benfica chega assim à final da competição pela 33.ª ocasião, onde já soma 24 triunfos e tem a concorrência bem distante, defendendo (e bem) o título conquistado na última temporada frente ao FC Porto. VAMOS LÁ MENINOS, ESTÁ QUASE!!!!!!
publicado por planetamercuryii às 09:29
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 20 de Abril de 2005

Violência doméstica mata mais mulheres que o cancro!

Apav, é verdade! Apesar de parecer inacreditável, esta é a nossa realidade...Para assinalar o Dia Internacional Contra a Violência Contra as Mulheres, a 25 de Novembro próximo, a APAV (Associação Portuguesa de Apoio à Vítima) está a veicular uma campanha de sensibilização para esta incontornável questão social. Desenvolvida pela J. Walter Thompson, a campanha é composta por um anúncio de TV, um spot de rádio, peças de imprensa, postais e banners, cujo conceito assenta na perspectiva da mulher vítima de violência doméstica. Desde a sua fundação em 1990, a APAV tem vindo a desenvolver um notável trabalho no apoio a milhares de vítimas de crimes e respectivas famílias. Mas muitas vezes, não chega a tempo de evitar o pior: todos os meses morrem em Portugal acerca de 5 mulheres nas mãos dos que lhes são mais próximos. (Mas o que é isto????!!!!!!!!!!!!)É incrível, mas em pleno século XXI ainda existem muitas pessoas que agem como se vivessem na Idade Média. A violência doméstica entre os cônjuges é muito mais comum do que se imagina. E não escolhe cor, faixa etária ou estrato social.Na Europa, 1 em cada 5 mulheres, pelo menos uma vez na vida, é vítima de agressões dentro de casa. Em Portugal, mais de 10.000 mulheres por ano queixam-se à polícia ou aos centros de apoio e todos os meses, pelo menos 5 são vítimas fatais.Ao contrário do que se pensa, a agressão física não é a única forma de violência. Muitas mulheres são intimidadas, ameaçadas, sofrem privação economica, além de agressões psicológicas e sexuais. E uma vez que a violência começa, tende a piorar e a tornar-se cada vez mais frequente e destrutiva.Muitas vítimas não denunciam por vergonha, mas a maioria tem medo. O que muitos não sabem é que a violência doméstica agora é crime público, por isso não é necessário que seja a própria vítima a fazer a denúncia. Qualquer um que tenha conhecimento de uma situação, dentro ou fora da família, também pode e DEVE denunciar. [A APAV - Associação Portuguesa de Apoio à Vítima - é uma organização sem fins lucrativos que presta apoio emocional, juridico, psicológico e social. Tem disponivel um número que funciona de 2ª a 6ª das 10h às 13h e das 14h às 17h30: 707 20 00 77.]
publicado por planetamercuryii às 11:38
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sexta-feira, 15 de Abril de 2005

Noite mágica para todos os sportinguistas!!! (... e para Portugal! É um facto...)

getimage.jpgQuem como eu, assistiu ontem, ao Sporting-NewCastle, não ficou de certo indiferente a um Sporting tremendo na entrega e capaz de anular uma dupla desvantagem – porque não nos esqueçamos que o Newcastle esteve a vencer em Alvalade – garantiu ontem a presença, histórica diga-se, nas meias-finais da Taça UEFA. Niculae, Sá Pinto, Beto e Rochemback marcaram e Alvalade rejubilou de alegria, numa noite louca e intensa, para mais tarde recordar...Resta-nos a todos (sportinguistas ou não, mas acima de tudo portugueses!) dizer: O SONHO CONTINUA MENINOS...
publicado por planetamercuryii às 17:21
link do post | comentar | favorito
|

...

A Inês (aquela menina que todos conhecemos através de um canal da nossa televisão) deixou-nos... Num dia para muitos, igual a todos os outros.Aos 11 anos, esta menina, mostrou-nos que é possível lutar até ao último instante, sem desistir! Sem raiva e sem rancor... Apenas com uma vontade férrea e um sorriso largo de quem acredita, sempre, até ao último suspiro...Aos 11 anos, a pequena Inês fez questão de continuar a estudar e apresentar resultados... (Tinha mil razões para fazer gazeta, não acham?) Para a história fica um caso triste, que mobilizou Portugal e que permitiu um crescimento de número de dadores de medula óssea de 1.700 para 20.000. Esse é o seu maior legado e a nossa maior herança. A coragem que demonstrou, e a dedicação da família, são um exemplo para todos os que diariamente lutam contra um inimigo impiedoso e traiçoeiro. A Leucemia é apenas uma das muitas faces desse inimigo. Que saibamos respeitar o exemplo raro que ela nos deixou.A melhor forma é pensarmos sempre duas vezes antes de recusarmos ajuda a quem precisa. O nosso desleixo e a nossa indiferença podem ser tão mortais como muitas doenças. Não devemos ignorá-lo, nunca. Em nome da Inês e de todas as outras pessoas. Quanto a esta menina, que conhecemos nas piores circunstâncias, que descanse na paz que merece. Acredito que o sofrimento que suportou não foi em vão. Não pode ter sido…Fonte: Sic OnLine
publicado por planetamercuryii às 16:52
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 12 de Abril de 2005

Terá chegado o momento de me decidir?!... quem sabe?

bebe.jpgFuturas mães (trabalhadoras!) de Portugal: parece que isto se está a compôr!É hoje manchete na mais variada imprensa diária do nosso país «A Procuradoria-Geral da República considera que o quinto mês de licença de maternidade deve ser pago na totalidade.»Ora muito bem, isso pensaremos igualmente todas nós, não é verdade? Afinal, qual é o espanto? A maioria dos países pertencentes à CEE já se congratulam por há bastante tempo possuirem licenças de maternidade para as suas mulheres/mães que rondam os 6 meses, com pagamento integral por parte dos organismos do estado, as quais podem até chegar aos 12 meses, em determinados países, subsidiados a 50%. Algumas destas mães, se assim o desejarem, podem ainda ver as suas licenças (desta feita sem vencimento) alargadas até um máximo de 3 anos, dependendo tal, apenas, do acordo por parte da entidade patronal.Ora, se assim é, já não era sem tempo que se procedesse à actual alteração!Assim, segundo a mesma fonte, a Regulamentação do Código de Trabalho prevê a possibilidade das mães alargarem a licença de maternidade de quatro para cinco meses. No entanto, o diploma estipula que a determinação dos subsídios deve ser feita pela Segurança Social, facto que até agora ainda não aconteceu. Por isso, enquanto a legislação não for alterada, a Procuradoria considera que deve ser aplicada a legislação que está em vigor desde 1988, que implica o pagamento, na totalidade, do quinto mês de licença de maternidade.(Fonte: Sic Online)Vamos acreditar, né? Eu, pessoalmente, acredito...
publicado por planetamercuryii às 11:24
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 11 de Abril de 2005

O sorriso do Samuel...

Sam.jpgAcredito que todos reconhecerão o Samuel...Aquele menino moçambicano cuja história de vida um dia entrou por nossas casa adentro, áquela hora em que a maior parte de nós está a jantar, através de nossas televisões (sim, aquela caixinha mágica que um dia veio tornar possível o conhecimento de realidades como a do Samuel...), sem que pudessemos sequer imaginar o quanto de trágica ela teria...Esta história teria então tido início em 1 de Outubro de 2003, provavelmente o dia mais negro na ainda curta história de vida deste menino...Com apenas nove anos (a idade que o meu filho tem hoje, precisamente...), o Samuel foi raptado por dois homens, alegados traficantes de órgãos humanos, que o conduziram ao mato e lhe deceparam o pénis (!?)– segundo reza a lenda, os homens mais velhos que comam os órgãos genitais de rapazes novos recuperam o vigor de outros tempos. (E estamos nós em pleno século XXI!?!?!?)Apesar de mutilado, Samuel encontrou forças para fugir. (O que viria a ser o início de um verdadeiro "milagre"...)Foi encaminhado para o hospital de Chimoio, primeiro. E transferido para o hospital Central de Maputo, depois. Mas pouco puderam fazer por ele. Os tempos que se seguiram foram tempos de dor, de revolta. Vezes sem conta saiu de casa para se refugiar num lugar que só ele conhece. Vezes sem conta isolou-se das pessoas, do mundo. Este menino deixou de sorrir. Ficou cabisbaixo, desnorteado. Tornou-se num rapazinho fechado e triste. Fugia e ninguém sabia onde o encontrar.Ele já não sabia se era homem ou se era mulher.(!?!?!?)Foi, com toda a certeza, uma fase muito complicada... Hoje, Samuel, já com 10 aninhos, iniciou a contagem decrescente dos dias que faltam para o regresso a casa. No seu corpo habita um turbilhão de sentimentos. Por um lado, vive a ansiedade do reencontro com a mãe e a irmã que deixou em Chimoio, Moçambique, há cinco meses. Por outro, o seu pequeno coração murcha quando antecipa o momento do adeus a todos aqueles que em Portugal lhe devolveram a alegria de viver e viver. As horas que lhe restam em solo português são passadas com amigos, em festa, na casa de António e Júlia Alves, um dos casais que o acolheram. Para o último passeio o menino moçambicano foi à praia da Figueira da Foz, onde ganhou asas e voou pelo areal debaixo de uma forte chuvada. E nem o pavor do mar lhe roubou o sorriso de orelha a orelha. Samuel era o espelho da felicidade...QUE SEJAS MUITO, MUITO FELIZ SAMUEL!!!!!!!Fonte: In, TVI Online
publicado por planetamercuryii às 14:59
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 8 de Abril de 2005

A minha singela homenagem...

cabeca_especial_papa.jpgDescanse em paz!
publicado por planetamercuryii às 09:22
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. O «LiBlog» tem nova casa!...

. Cinco coisas que o Presid...

. Fez-se justiça!

. Os dados estão lançados.....

. Para sempre...

. Eu não tenho dúvidas!

. 8 anos...

. Eis a reentré!

. Obrigado Raul Solnado!

. 1958 - 2009

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds